Aulas são mantidas pelo município após sétimo dia de paralisação dos caminhoneiros.

Após decretar Situação de Calamidade Pública em Quaraí, a administração municipal, devido ao desabastecimento de combustíveis gerado pela greve nacional dos caminhoneiros, avaliou que seria um prejuízo muito grande manter os alunos sem aula.

A paralisação de caminhoneiros chega ao sétimo dia neste domingo (27) no Rio Grande do Sul e em outros estados do país. Serviços como limpeza urbana, transporte público e fornecimento de alimentos e insumos para hospitais, por exemplo, seguem afetados por causa da falta de combustível em toda a região.

Apesar do acordo anunciado pelo governo federal com a categoria, que previa uma “trégua” de 15 dias, a mobilização segue nas rodovias, com diversos pontos de manifestação pelo estado. Não há bloqueios reportados pelas policiais rodoviárias Estadual e Federal, apenas concentração de caminhoneiros.

Foto: Vitor Mirailh

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. Amel-Marduk disse:

    De nada adianta manter aulas escolares, se a o governo municipal abre concurso público, para pagar salários mixarias para concursados da prefeitura da vila de Quaraí…

    Favor ver: Valor dos aluguéis dos imóveis, valor dos serviços de mantimento da residência, ótima ou mais que ótima alimentação, higiene (ver também dentro dos itens de higiene por exemplo o valor dos shampoos) e lazer.

    “Sabichões”… A constituição jurídica nacional de 1988 (que institui a ausência de trono no Brasil), pede salários digníssimos aos trabalhadores vis…

    Pagar R$1,600,00 para concursado é bravo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *