Mais uma vez a população é orientada a se proteger “como puder”.

Como ocorreu há um mês, dirigentes de associações que representam servidores da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros estiveram reunidos nesta segunda e decidiram pelo aquartelamento a partir desta terça-feira. De acordo com nota conjunta divulgada no final da manhã, as entidades que representam os servidores informaram que soldados, sargentos e tenentes não têm condições psicológicas de realizar as atividades de policiamento ostensivo e de prevenção de incêndio em função do não pagamento integral dos salários pelo Estado.

O documento – assinado por diversas associações – termina com a frase: “Não podemos receber ordens de quem não cumpre a lei e comete crime de desobediência”.

Foto: Ilustração

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *