POPULAÇÃO COBRA DO PODER PUBLICO, MAS JOGA LIXO NAS RUAS

Essa temática se repete em Quaraí. Quem tem costume de jogar lixo nas ruas, ainda que seja um guardanapo, sempre carrega consigo, além de uma falta de educação, uma desculpa pronta para tentar justificar o erro caso seja flagrado por alguém. Dizer que está com pressa ou não achou uma lixeira não convence ninguém. Tudo bem que as campanhas educativas são pontuais, mas é preciso que cada um faça a sua parte, em um ato que representa, além de educação, respeito pelo próximo e ao meio ambiente.

O que começa a preocupar e o comportamento do quaraienses no que se refere ao meio ambiente, ao convívio social e ao trânsito.

O lixo é o primeiro assunto a ser debatido, não por ser o mais importante, mas talvez por ser o que está mais visível. Basta caminhar alguns minutos pelos arredores da cidade para comprovar esta afirmação. Nesta manhã nossa reportagem confirmou a existência de um novo lixão as margens da BR 290. São sofás, maquinas de lavar, brinquedos, copos, garrafas, e vários outros resíduos jogados a margem da rodovia, quando deveriam ter outra destinação.

A prefeitura vem investindo em campanhas educativas nas escolas, na tentativa de conseguir bons resultados em relação a conscientização dos cidadãos para não jogar lixo nas ruas. A cidade também sofre com vandalismo, a poucas horas um contêiner foi destruído pelo fogo e os banheiros da praça foram pichados. Cada ato desses e dinheiro público jogado pelo ralo.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *