Saúde do homem é foco do Novembro Azul.

A Secretaria Estadual da Saúde (SES/RS) celebra o início do mês de novembro e todas as ações de discussão para a promoção da saúde do homem. Assim como o Outubro Rosa traz ao debate a conscientização das mulheres para o diagnóstico precoce do câncer de mama, o Novembro Azul deve promover discussão semelhante com relação ao homem, sua saúde e sua qualidade de vida.

A promoção da saúde está presente de várias formas e em muitas situações. Da simples caminhada diária, a corajosa decisão de parar de fumar, do desafio de controlar o colesterol aos cuidados com uma alimentação saudável.

Como responsável pelas formulação das políticas públicas de prevenção e promoção da saúde, a Secretaria Estadual da Saúde acompanha com atenção os mais importantes estudos científicos que estão sendo publicados.

Neste sentido, a SES/RS está atualizando suas diretrizes para o diagnóstico do câncer de próstata. Estamos recomendando apenas aos homens com sintomas clínicos e/ou histórico familiar o exame de toque retal e exame de sangue (PSA), não orientando mais o rastreamento indiscriminado para diagnóstico do câncer de próstata.

Por entender que as melhores evidências científicas atuais comprovam que há mais prejuízo do que benefício aos homens rastreados com PSA e exame do toque, e encontrando posicionamento semelhante na U.S. Preventive Service Task Force (USPSTF) (Estados Unidos), no National Health Service (Reino Unido) e no INCA – Instituto Nacional do Câncer do Ministério da Saúde (Brasil), a SES/RS traz a público essas novas diretrizes, dando mais ênfase no acompanhamento dos sintomas clínicos e histórico familiar dos homens e que, quando necessário, eles tenham uma rede de tratamento adequada.

Garantindo nosso compromisso de atualização constante para a melhoria da saúde pública do Rio Grande do Sul e de todos os gaúchos, comunicamos nossa atualização de diretrizes e reforçamos nosso apoio ao Novembro Azul, excelente oportunidade para análise e discussões das ações que possam melhorar a qualidade de vida dos nossos cidadãos.

Texto e Foto: Divulgação/SES

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *